Textos
Drogas / Cocaína
Voltar | cocaina | demência |


Lesão Cerebral Induzida pela Cocaína

Acidentes vasculares cerebrais são reconhecidamente causados pela cocaína. Esse estudo pretende avaliar se doses menores causam também alguma forma de lesão em longo prazo.
Os usuários de muitos anos de cocaína estão susceptíveis a disfunções focais de perfusão cerebral que causam de moderados a severos prejuízos das funções cognitivas, mesmo durante a abstinência da cocaína. Este problema não tem sido associado a nenhum achado patológico local. Apesar de se saber que cobaias de laboratório reagem com vasoconstricção à infusão de cocaína, este é o primeiro estudo que demonstra isso em humanos.
O estudo foi realizado da seguinte forma:
Foram admitidas 24 pessoas saudáveis sem história de dependência ou abuso de cocaína, com idade média de 29 anos. Também foi descartado o uso de outras substâncias psicoativas antes ou durante o estudo. Foram administrados 0,2 a 0,4 mg/Kg de peso de cocaína ou placebo via intravenosa por um minuto. Durante a infusão foi realizada Ressonância Magnética.
Foram encontradas as seguintes alterações:
leve aceleração do ritmo cardíaco;
leve aumento da pressão arterial (sistólica e diastólica)
imagens sugestivas de vasoconstricção cerebral.
Ficou demonstrado então que mesmo doses baixas de cocaína afetam as funções cerebrais, o que pode justificar o déficit cognitivo sofrido pelos usuários de muitos anos. Mais estudos são necessários para complementar esses achados..

Última Atualização 28-10-2004
Referência Biblio.:
JAMA Vol 279 No 5 pag 376 04/02/98
Lesão Cerebral Induzida pela Cocaína